Quero criar um Barracão Digital

Iniciar um sistema de atendimento por telemedicina pode ser um processo complicado e de alto custo. A nossa proposta é oferecer uma plataforma gratuita com cadastro de pacientes, sala de espera virtual e ferramentas de chat e vídeo, para que grupos de médicos possam criar um Barracão Digital e atender indivíduos com sintomas suspeitos de COVID-19 de uma região pré-definida.  

Para criar um Barracão Digital, você precisa:

  1. Reunir uma equipe de médicos voluntários.

  2. Definir quem será o “Diretor Técnico” do Barracão. Este médico ou gestor fará o cadastro dos demais através do CRM de cada um e será responsável pela comunicação do grupo com a equipe da plataforma, se necessário.

  3. Definir a área de abrangência do Barracão criado, ou seja, um conjunto de CEPs que contemplam a região para a qual a equipe fornecerá atendimento.

  4. Preencher esse formulário para que possamos cadastrar o seu Barracão e ajudá-lo a começar os atendimentos.

Como são feitos os atendimentos?

No site www.barracaodigital.com.br:

- O paciente clicará em “Entrar na Sala de Espera da Triagem”. A seguir, fornecerá seus dados (Nome, CPF, Idade e CEP). A plataforma buscará o Barracão Digital cadastrado para atender aquele CEP e, se houver, solicitará ao paciente que preencha um breve sumário médico (medicações em uso e alergias) e dados de contato (telefone e e-mail). Após fornecer essas informações e concordar com os Termos de Uso, o paciente entrará na sala de espera do Barracão Digital do seu CEP.

- O médico deve fazer login na área de “Acesso Médico” e então terá acesso a lista de pacientes na sala de espera do seu Barracão. Através da plataforma, entrará em contato com o paciente pelas ferramentas de chat e/ou chamada de vídeo próprias da plataforma, protegendo assim os seus dados pessoais.

 

Sugerimos o uso de um Prontuário Digital compartilhado entre os médicos de cada Barracão. Dúvidas sobre o uso das ferramentas disponíveis podem ser esclarecidas conosco durante o cadastro do seu Barracão.

Como funciona o kit de sinais vitais?

No nosso Barracão-piloto optamos por adicionar kits com oxímetro de pulso, termômetro e esfigmomanômetro digital. Nas situações em que o médico julgue necessário durante o atendimento inicial, enviamos um kit para a casa do paciente via empresa de delivery parceira. O médico então abre uma nova consulta com o paciente e faz o telemonitoramento, que auxiliará na conduta a ser tomada. Uma vez finalizado o uso, os kits são retirados na casa do paciente e higienizados em um centro de distribuição.

Durante a criação do seu Barracão forneceremos maiores informações sobre como montar os kits e organizar os centros de distribuição. O fornecimento dos kits é opcional e deve ser definido por cada Barracão, conforme a estrutura disponível.

Quanto tempo preciso dedicar para ser voluntário no Barracão Digital?

A definição do tempo despendido para atendimentos voluntários fica a critério de cada Barracão, sendo que cada médico do grupo pode oferecer uma carga horária distinta.

Se eu julgar necessário emitir atestados e receitas para o paciente, posso fazê-lo?

A plataforma Barracão Digital não fornece esta opção, entretanto sugerimos o uso de prontuário digital através do qual há disponibilidade de emissão de atestados e receitas médicas. Maiores informações a este respeito podem ser esclarecidas com nossa equipe durante a criação do seu Barracão.

Posso acessar o Barracão Digital via celular?

Sim. A nossa plataforma é acessível tanto via celular/tablet quanto via computador.

Posso cobrar pelo atendimento realizado através do Barracão Digital?

Não. A plataforma foi criada por voluntários com o objetivo primordial de fornecer atendimento voluntário para triagem de pacientes com suspeita de COVID-19. Seu uso não se destina a atendimentos pagos.

Como ficam as questões éticas e legais?

A plataforma tem apoio do Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul (CREMERS) e respaldo na Lei nº 13.989/2020 que regula o exercício da Telemedicina durante a crise causada pelo coronavírus. Dadas as limitações da telemedicina, ao identificar um paciente que necessite de atendimento presencial, o médico deverá encaminha-lo para o hospital de referência da sua região.

Maiores informações sobre regulamentação dos atendimentos por telemedicina neste cenário poderão ser fornecidas por nossa equipe durante a criação do seu Barracão, entre em contato se precisar.

Ainda ficou com dúvidas?

Caso suas dúvidas não tenham sido esclarecidas por aqui, fale conosco.